2007-12-19

Gostava eu de escrever assim.

A clareza e a coragem deste post são de invejar.
Infelizmente fico-me pela inveja - e pelo respeito, coisa que alguns escribas contratados nem isso têm...

13 comentários:

Bobu disse...

Cola aí este para completar o ramalhete.

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=239083&idselect=9&idCanal=9&p=200

jbs disse...

Sinceramente, o que é que isso tem a ver? Algum dos criminosos detidos foi/é segurança de uma figura pública? Há indícios de rede organizada, há matanças, há protecção judicial, jornalística e política aos criminosos mencionados nessa notícia?
O máximo que consegues é isso, a prisão de vários racistas sendo que algum seria membro dos NN? O que é que isso tem a ver com um clima de crime, terror e corrupção como o denunciado pelo Pacheco Pereira?

Ou é apenas mais do mesmo, "é verdade, já não há como negar, mas não somos só nós"? É que essa cortina de fumo já se esgotou com o ridículo dossier do apito "encarnado".

Sinceramente, esperava melhor argumentação da tua parte.

Bobu disse...

É uma argumentação ao nível do Pacheco Pereira. Assim como assim, a opinião dele não vale um chavo, mas isto sou eu que não gosto de comunistas arrependidos.

Clima de crime, terror e corrupção? Onde? Clima de insegurança, sim, algum. Acho piada a essas pazadas de barro atirado à parede, por alguém que vive a 300km de distância. Se crês assim tanto numa rede organizada, tens de começar logo por duvidar do que vês na tv e nos jornais. As pessoas têm algum receio de frequentar a Ribeira, sim, mas não mais que isso. Ainda se pode sair à noite com a carteira e o telemóvel no bolso em muitas partes da cidade. E se há muitos criminosos à solta, isso deve-se exclusivamente ao facto de em Lisboa, se dar prioridades a outras coisas - e sim, já vivi em Lisboa, sei do que falo - que não a segurança, lei e justiça por todo o país. Aí são todos tão competentes e impolutos, mas foi preciso vir uma jornalista denunciar os abusos na Casa Pia, porque os vossos Super-PJs estavam ah ... pois ... Não era a investigar a gestão danosa da CML, de certeza.

Bobu disse...

E já agora, vejo pouca diferença em ajustes de contas em que inocentes são vitimados, e grupos racistas que perseguem indivíduos não-caucasianos.

Alguns desses "vários racistas" espancaram até à morte o Alcino Monteiro, só porque era negro. Isso é um clima de que tipo para os negros (e para todas a outras pessoas)? Normalidade?

jbs disse...

Mais uma vez desiludes-me. Primeiro, a velha táctica de atacar o mensageiro.
Depois falas de percepções - mas não é uma questão de percepção, é uma questão de tiros de metralhadora, é uma questão de impunidade real ou percepcionada.
Finalmente, voltas ao "papão" de Lisboa em relação ao resto do país. Sinceramente, esperava mesmo melhores argumentos da tua parte. Estes são os mesmos que os corruptos têm usado, visto o avolumar das provas já não lhes permitir clamar inocência com um mínimo de convicção.

Numa coisa concordo contigo - se a prioridade (não do papão Lisboa, mas do governo da república) fosse de facto a luta contra o crime, a segurança dos cidadãos, e o respeito pela lei e a aplicação da justiça, em vez de o simples assegurar de votos e "jobs for the boys", a situação teria sido resolvida logo no caso Guímaro - juntava-se uma equipa de investigação independente, com um ou dois "super juízes" como se fez em Itália na luta contra a máfia, e terminava-se com o polvo logo no início. Mas nem agora ainda há quem tenha coragem para tal, pior, o ministro da justiça até faz os possíveis para desacreditar o PGR por este ter ousado tentar acabar com o estado de impunidade e corrupção vivido na PJ e no DIAP do Porto.

Quanto à gestão danosa da CML, os Lisboetas indignaram-se com a mesma, e exige-se a investigação. Dois dos presumíveis corruptos foram mesmo indiciados. Ainda estou para ver todos os casos de presumível gestão danosa da CMP serem investigados. Não falo só do parque da cidade ou da envolvente das antas - falo por exemplo das piscinas das antas, que foram pagas na totalidade pela CMP mas nunca construídas pelo FCP.
E não foi o presidente da CML que teve que ir dormir fora do município na noite em que foi eleito, para evitar ser agredido...

jbs disse...

"E já agora, vejo pouca diferença em ajustes de contas em que inocentes são vitimados, e grupos racistas que perseguem indivíduos não-caucasianos."

E? O que é que isso tem a ver com o que eu afirmei?

Eu por acaso até vejo diferença. Para mim, é muito mais grave uma perseguição racista. Agora, se a tua intenção é insinuar que os crimes recentes da noite do porto são simples "ajustes de contas em que inocentes são vitimados", por oposição a graves crimes de racismo... Fica-te mal.

Bobu disse...

"(...) estado de impunidade e corrupção vivido na PJ e no DIAP do Porto."

Desconheço como é que um estado desse tipo, dá origem à investigação do Apito Dourado. Provavelmente terá sido o Pinto da Costa que a ordenou, para desviar as atenções dos outros crimes.

No que respeita ao Rui Rio, e tendo em conta que já vai no segundo mandato, e que toda a corrupção que ele desenterrou se resume ao Plano de Pormenor da Antas, não consigo perceber porque teve de dormir fora da cidade, quando foi eleito, porque está claro que é um associado do Pinto da Costa. Só dormiu fora da cidade, para manter as aparências.

Bobu disse...

Ainda a CML ...

A indignação dos Lisboetas, é tocante. Só é pena ser parcial. Caso lessem o Boletim Municipal da CML, ANO IX, Nº 438, aí sim, a sua indignação seria total.

Aqui fica um "aperitivo":
«A CML, a EPUL e o SCP comprometem-se a estabelecer um Acordo de Associação entre os ora Contraentes que terá por objecto a construção pela EPUL de 200 fogos em terrenos sitos na Quinta José Pinto, em Campolide, para
venda a jovens, nas condições e forma jurídica a definir
mediante instrumento jurídico contratual a aprovar pelos
órgãos competentes do Município, da EPUL e do SCP.
2 - Os eventuais proventos líquidos desta operação serão
repartidos em partes iguais pelas aqui Contraentes, sendo
as partes a receber pela CML e pelo SCP ...»

Ou seja, a EPUL constrói casas, vende-as e - e porque não? - dá parte do lucro a um clube.

Em vez de perder tempo na AR, o Santana devia era vir para o Porto, completar a sua instrução como "Edil Corrupto", porque negociata como esta só pode ter aprendido com o Fernando Gomes ou o Nuno Cardoso.

No Porto faz-se assim e assado? Sim, como no resto do país. Por isso, são poucos os que se podem dar ao luxo de atirar pedras.

jbs disse...

É melhor deixares a ironia para quem a sabe usar.

Quanto à investigação do Apito Dourado, esqueces-te de certeza do que aconteceu aos elementos da PJ que a fizeram - e o que os actuais elementos da PJ e magistrados do DIAP do Porto fizeram a essa investigação.
Só pode ser esquecimento.

E se também não te lembras, Rui Rio foi ameaçado e teve que ir ficar fora do Porto quando foi eleito para o primeiro mandato. Os casos de corrupção que ele conseguiu indícios suficientes para levar a tribunal até agora foi só o do plano de pormenor - o do parque da cidade há muitos indícios, mas ainda não chegam (aparentemente) para chegar a julgamento.

Sabes - há umas cápsulas de alho que dizem que fazem milagres.

jbs disse...

E quanto a esse da CML, está mal explicado, é verdade.

E também é verdade que mais uma vez, o que raio é que isso tem a ver com o assunto do post?
Mais uma vez, é "nós somos corruptos, mas vocês se calhar também são". Em vez de exigir que se acabe com a corrupção. É isso que me irrita solenemente. Não estamos a falar de outros hipotéticos casos. Estamos a falar de um caso continuado, provado, de corrupção e crimes vários a ela associados, que ultimamente descambou em guerra de gangs. E os mais afectados, os adeptos do clube envolvido, habitantes da cidade em questão, tudo o que fazem é assobiar para o lado e dizer "mas eles também parece que sim"? Porra! Vocês gostam, é? Por umas quantas "vitórias" duvidosas estão dispostos a "comer e calar"?

Bobu disse...

Estás equívocado quanto à minha disposição. Não tenho azia nenhuma, estou até muito bem disposto. No que toca à discussão, nunca disse que estava de acordo com isto ou aquilo, tal como tu nunca demonstraste estar efectivamente preocupado com o combate ao crime e à corrupção. Basta ver a tua posição perante uns crimes e outros. Os crimes que ocorrem na cidade onde vivo, têm sempre uma aura mais negativa que os cometidos no resto do país. Pode ser só uma aura, mas o combate aos males que afligem o país, tem de começar nesse sítio, e castigar determinada pessoa.

Pela minha parte, vou aguardar. Pelo menos aqui, é-se inocente até prova em contrário, e provas, até ver não há. Apenas umas chamadas que qualquer estudante do 1º ano de advocacia não teria dificuldade em rebater. Enquanto não aparecer nada melhor, fico na minha. E dou palpites apenas baseado em factos. Sabes, é uma mentira dita mil, ou 6 milhões de vezes, continua a ser uma mentira.

E se porventura algum precisares de um polícia, e não houver nenhum que te ajude, lembra-te que isso deverá muito provavelmente a dinheiros públicos mal gastos, e não por culpa do Pinto da Costa.

jbs disse...

Pois. Mas o alho seria contra-indicado se o problema fosse azia. Era mesmo para as funções cerebrais. E pelos vistos necessário.
Se achas que eu não demonstro estar preocupado com o combate ao crime e à corrupção, se julgas mesmo que é tudo por ser a cidade onde vives, então não há mesmo forma de falarmos.

Pior se teimas que não há provas. Há. Desde as gravações do caso Guímaro, das facturas do caso Calheiros, das agressões a críticos e jornalistas, que há provas. Podem não ser suficientes para uma condenação em tribunal. Podem ser ignoradas num tribunal do porto ou de coimbra.

Mas, infelizmente para muitos que como tu preferem enterrar a cabeça na areia, há provas. E pelos vistos nem um ex-membro dos tribunais fascistas as consegue rebater assim tão facilmente como o teu hipotético estudante do 1º ano de advocacia.

A última frase nem merece resposta. Mais uma vez fazes uma afirmação completamente ao lado da discussão, e que nada adianta à mesma.

Bobu disse...

Esse teu tom paternalista, não te leva a lado nenhum. És tão inteligente, já devias ter percebido isso. Também te recomendava umas cápsulas de alho, mas enfim ...

Se de facto há provas, alguma coisa haverá de resultar dos processos. Ou não, porque os juízes estão todos comprados. É um problema complicado.

 
origem